LÃ DE ROCHA E VÍDRO

 

 

 

Lã de Vidro.

 

Lã de vidro é um material isolante feito de fibra de vidro, disposto de maneira a apresentar uma textura similar à lã.

A lã de vidro é produzida em rolos ("mantas"), feltros, tubos ou em placas, com diferentes propriedades térmicas, acústica e mecânicas. Possui aplicação nos segmentos de construção civil, indústria, automotivo e outros, devido ao seu elevado desempenho térmico e sua propriedade de combustibilidade, outras aplicações específicas são o aquarismo, como um meio filtrante.

A lã de vidro é uma fibra mineral fabricada com milhões de filamentos de vidro com um aglutinante. O espaço livre com ar entre as fibras aumenta a resistência à transmissão de calor e desempenho acústico.

 

Processo de Fabricação Se inicia a uma temperatura de 1450 ° C com mistura de areia, aditivos e vidro reciclado. O vidro obtido será convertido em fibras, por meio de um método de rotação em alta velocidade, similar ao usado para o algodão do doce obtido pelo açúcar, enfriando para entrar no contato com o ar.

A coesão e as resistências mecânicas do produto é obtida com a união de milhões de filamentos de vidro e uma resina de base ecológica que é polimerizada em uma estufa, resultando em um produto final com as propriedades mecânicas adequadas para cada tipo de produto e podendo ser em rolo ou painel, além de peças específicas para cada segmento industrial.

Declaração Ambiental A declaração de avaliação do ciclo de vida é um processo de avaliação dos efeitos que tem um produto sobre o meio ambiente durante toda a sua vida. Esta declaração é a forma de apresentar que um produto é sustentável e evitar falsas declarações, atualmente a lã de vidro é o primeiro isolante térmico a possuir este tipo de declaração ambiental.

 

Lã de Rocha.

 

A lã de rocha é um material isolante térmico, incombustível e imputrescível. Este material se diferencia de outros isolantes pois é um material resistente ao fogo, com um ponto de fusão superior aos 1.200 °C. As principais aplicações são o isolamento de forros, tanto inclinadas como planas (forro europeu convencional, com lâmina impermeabilizante auto protegida), fachadas ventiladas, fachadas monocarpas, fachadas pelo interior, repartições anteriores, isolamentos acústicos e isolamentos de pisos. Quando se tem um telhado com a emadeiramento no forro, é utilizada com um feltro ou outro revestido como papel Kraft, por um lado, favorecendo a colocação. Também é usada para proteção passiva tanto de estruturas, como de instalações e espaços. Lã de rocha é comercializada em painéis rígidos ou semirrígidos, aglomerados com resinas, feltros, mantas e conquilhas para isolar termicamente tubulações de seção circular. Lã de rocha também é um excelente material para isolamento acústico em construção leve, para pavimentos, tetos e paredes interiores. Como toda lã mineral, é incombustível. A lã de rocha resiste a temperaturas até 1.000 °C • Densidades: variam de 32 a 160 kg/m3.

Coeficiente de condutividade: 0,030 a 0,041 W/ (m.K.) Conformações da lã de rocha Manta Se trata de fibras de lã de rocha entrelaçadas. É adequada para isolar elementos construtivos horizontais, sempre que seja colocada na parte superior. Na vertical necessita de amarramento ou grampos para evitar que acabe embolsando na parte inferior do elemento e na parte inferior de um elemento horizontal não fixado. Podem vir normalmente protegida por papel Kraft, papel betumado ou malha de metal leve. Painéis rígidos Se tratam de painéis aglomerados com alguma resina epóxi, que lhe confere uma certa rigidez. Serve para elementos construtivos verticais e horizontais pela parte inferior, de maneira a se obter um coeficiente de condutividade ligeiramente inferior ao da manta.